quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

vou cair

Vou cair.
João batista – 17/12/2008.

Senhor, não está vendo isso?
Estou pisando em folhas secas,
Há momentos que sinto que não vou agüentar.
Falta luz, meu caminho se torna perigoso,
E meu cair é mais constante que meu levantar.
E é nesses momentos que penso que vou me acabar,
Pergunto, não sou mais de seu coração?
O senhor endireitou todos os meus caminhos,
Mas não mexeu no mais perigoso, o caminho de minha perdição.
Se for para me deitar em leitos incertos, prefiro morrer.
Pois é melhor morrer do desagradar a Você.
Sim você, senhor é algo muito distante.
Se você não mudar isso, sinto que vou seguir meu coração.
E o que meu coração quer, para muitos é normal.
Mas meu espírito diz que não.
Tenho percebido que no seu agir, sempre fica algo de fora.
Para que? Não é melhor consertar tudo de uma vez?
Questiono, meu livre-arbítrio serve para isso.
Ah Deus! Meu corpo não serve como morada.
Ele é o centro do pecado, ilusão de um desejo proibido.
Escravo sem direção.
Devolva Deus meu, minhas manhãs ensolaradas,
Meus pensamentos estão perdidos, o caminho se torna estreito.
Se sua mão não segurar vou despencar.
Desistir se torna fácil, como é fácil o pecado que se aproxima de mim!
Tua brasa não arde mais tão forte em meu coração.
Minhas águas não são mais mansas.
Estão descendo o barranco, despencando.
Oh Deus! Quero voltar para as águas serenas.
Ter lembranças santas, erguer, subir, pegar sua melhor estrada.
Fugir do encanto, desse amor que nego tanto.
Que a cada dia se torna mais difícil de evitar.
E o evitar maltrata meu coração.
Deus, não me resta mais nada, só a esperança.
Esperança que seus olhos estejam acompanhando o meu caminho.
E no momento certo, suas mãos vão amparar a minha queda.
Espero que não fique nenhuma ferida aberta.
Por que por enquanto é a única forma que sei amar.
Você ainda não me ensinou a amar de outro jeito.
Meu caminho, meu rumo leva a esse leito.
Faça alguma coisa!

Um comentário:

IDO"tempo determinado" disse...

O senhor endireitou todos os meus caminhos,
Mas não mexeu no mais perigoso, o caminho de minha perdição.
Se for para me deitar em leitos incertos, prefiro morrer.

E meu amigo e irmao Joao,este caminho que mtas vezes nosso coraçao envereda,o "caminho habitual" de tds mas nao o do nosso espirito que dia apos dias entra em conflito com o nosso coraçao.
"Miseravel homem que sou quem me livrará de mim mesmo?"